Acadêmicos de Rondônia conhecem inovações da Aegea em Ariquemes

Acadêmicos de Rondônia

Estudantes de Educação e Meio Ambiente fizeram visita técnica para ver o sistema de gerador de cloro, o primeiro instalado em uma concessionária no estado.

O 2° Simpósio de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, a Unifaema (RO), discutiu os Desafios na Engenharia: “Inovação, Tecnologia, Sustentabilidade e Empreendedorismo”.

No fechamento da semana de debates e palestras, em 20 de abril, os acadêmicos fizeram uma visita técnica na estação de tratamento de água (ETA) da concessionária Águas de Ariquemes.

Novo sistema de gerador de cloro

Os estudantes conheceram o novo sistema de gerador de cloro, equipamento responsável pela produção de hipoclorito de sódio, utilizado na etapa de desinfecção do processo de tratamento da água que abastece a 97% da população residente na área urbana.

Além de colaborar com o desenvolvimento sustentável do município, o investimento da concessionária assegura mais qualidade ao processo de tratamento de água. Com o gerador de cloro, não haverá a necessidade de aquisição de grandes estoques e dependência de entrega de terceiros.

Outra vantagem é que o residual do agente desinfetante se mantém de forma mais estável, garantindo maior controle no atendimento dos padrões de potabilidade, conforme determinado pela Portaria GM/MS nº 888 de 4 de maio de 2021.

Segundo a coordenadora de Tratamento da Água da concessionária, Milena Albuquerque, a segurança operacional do abastecimento foi o principal intuito para que o investimento fosse feito.

Atendimento aos rígidos padrões de potabilidade

Recentes estudos apontam que a solução de geração de cloro tem maior potencial oxidante, tendo eficácia superior em relação aos demais métodos de cloração. A produção do hipoclorito de sódio no próprio local garante fornecimento regular e atendimento aos rígidos padrões de potabilidade.

O material é gerado a partir do processo de eletrólise da salmoura, que usa apenas três matérias primas: cloreto de sódio (sal de cozinha), água e eletricidade.  O hipoclorito de sódio torna possível realizar a desinfecção da água, que se torna potável a partir do tratamento.

Inovação nos sistemas

O coordenador do curso de Engenharia Ambiental, Felipe Cordeiro, durante a visita, ressaltou a responsabilidade da concessionária, sempre promovendo inovação dos sistemas.

“É uma oportunidade maravilhosa para os acadêmicos, além de conhecer in loco como é realizado o tratamento para tornar a água potável, eles ainda aprenderam sobre o sistema de geração de cloro, conhecimento prático, possível graças a Águas de Ariquemes”, disse.

Luan Pupim, acadêmico do 9º ano de Engenharia Civil ficou surpreendido com o projeto da Hidrogeron. “Ariquemes está crescendo cada vez mais, e com isso, grandes investimentos em diversas áreas estão sendo realizados. É bom saber que o saneamento está acompanhando a evolução”, finalizou.

Pular para o conteúdo