Boas perspectivas para o saneamento

saneamento
Texto: Rosiney Bigattão

Durante muitas décadas, o tema saneamento não ocupava as principais manchetes da mídia nem o debate político. Nos últimos anos, o enorme gargalo da infraestrutura brasileira passou a ter destaque. Deixou de ser “obras enterradas, que ninguém vê”, para uma visão mais ampla, como um investimento importante e necessário para a saúde e bem-estar da população.

Agora, no período pós-pandemia, com mais de um ano do novo Marco Legal e leilões que envolvem grande soma de recursos – o da Cedae, no Rio de Janeiro, foi o maior já realizado no Brasil e o maior de infraestrutura da América Latina – a situação é bem diferente. Mesmo em um ano de incertezas e turbulências econômicas, o saneamento conseguiu atrair a atenção e investimentos.

Modernização: próxima fronteira para o saneamento

Skip to content