Como aproveitar melhor o verão

Dicas para aproveitar melhor o verão
Texto: Andréia Ferreira, Joana Gall, Michele Fernandes e Rosiney Bigattão

O verão, esse período tradicionalmente mais quente, que vai de dezembro a março, traz preocupações com a saúde e o bem-estar, principalmente de crianças e idosos, mas também de outras ordens, como o cuidado com a quantidade de água usada.

Depois do ano mais quente que se tem notícia no planeta, com vários recordes de temperaturas altas sendo quebrados, as previsões apontam que será um dos verões mais quentes da história do Brasil. Para enfrentar tanto calor, cuidados redobrados.

Cuidados com a saúde

A primeira dica é: beba muita água. O cuidado que não deve ser deixado de lado nem mesmo no inverno, deve ser redobrado agora. Sem a quantidade necessária, o corpo fica desidratado e você pode sentir tonturas, dores de cabeça, fadiga ou mesmo complicações mais sérias.

Uma alimentação mais leve também vai te ajudar a curtir a estação da melhor forma. O corpo precisa de mais energia no verão para manter a temperatura interna e alimentos de difícil digestão podem sobrecarregar o sistema digestivo.

Os benefícios da estação

Para ficar apenas com os benefícios da vitamina D, mais abundante nesta época do ano, sem os prejuízos que o excesso de raios solares podem causar, abuse da proteção solar. Protetores na pele, boné ou chapéu e evitar exposição ao sol nos períodos mais quentes.

Usar roupas leves e ficar em ambientes ventilados também fazem bem em dias quentes. A Mirante, PPP da Aegea em Piracicaba (SP), desenvolveu uma campanha bem alegre com dicas para driblar o calor com pequenas mudanças de hábitos e se cuidar melhor, confira.

Verão amazônico

O lugar com maior quantidade de água doce do Brasil também planeja ações de abastecimento para os períodos mais quentes. Para amenizar os reflexos do calor do verão amazônico, que foi de junho a outubro, a Águas de Manaus (AM) ampliou a produção de água em até cinco milhões de litros por dia.

Agora, no período de férias e com muitas famílias em casa, realiza campanhas para incentivar o uso consciente. Nas redes sociais, divulga dicas como juntar roupas para lavar na máquina, e utilizar água de enxague para lavar varandas e quintais; limpar casa com vassoura e panos úmidos e molhar plantas com regador ao invés de usar mangueira de água.

Abastecimento nas cidades litorâneas

Para as concessionárias que atuam em cidades do litoral, o verão é o período que mais exige planejamento. Nas unidades da Aegea, planos são elaborados e executados com antecedência para que o abastecimento seja mantido com o aumento populacional do período por causa das praias.

Em São Francisco do Sul (SC), uma das unidades da Aegea em Santa Catarina, a população de veraneio já aumentou consideravelmente. Para evitar precariedade no abastecimento, a concessionária colocou em prática ações de contingência.

Faz ainda um pedido de atenção para que a população evite o desperdício de água em atividades como lavar calçadas, carros e quintais. A Águas de São Francisco do Sul ampliou o atendimento pelo telefone e WhatsApp.

Uso consciente da água

O desperdício de água é um problema sério que também está sendo combatido no sul do país, pela Águas de Bombinhas (SC), pois pode levar à escassez, o que pode prejudicar a saúde pública.

Pequenas atitudes, quando tomadas por muitas pessoas, podem fazer uma grande diferença. Algumas dicas simples são:

  • Cronometre os seus banhos. Um banho de 15 minutos pode consumir até 150 litros de água.
  • Desligue a torneira ao escovar os dentes, lavar as mãos ou fazer a barba.
  • Reaproveite a água da chuva para lavar o quintal ou regar as plantas.
  • Lave a louça com a torneira desligada.
  • Conserte vazamentos o mais rápido possível.

Caixa d’água é essencial para garantir abastecimento em casa

A Águas de Bombinhas lembra ainda que a caixa d’água é um equipamento essencial para garantir o abastecimento de água em casa, mesmo em caso de precariedade no abastecimento. Isso é especialmente importante em uma cidade como Bombinhas, que está localizada em uma região costeira e sujeita a eventos climáticos extremos, como tempestades e alagamentos.

Por exemplo, uma casa com cinco pessoas deve ter uma caixa d’água com capacidade mínima de 750 litros. Se a casa tiver um consumo maior de água, por causa da presença de piscina ou lavanderia, é necessário aumentar a reservação.

Mirante: preocupação com o lixo que entope as redes com as chuvas

Em função dos alertas sobre o alto volume de chuvas para este ano, a Mirante desenvolveu o Plano Águas de Verão 2023/2024. O plano de ações foi apresentado no ano passado para lideranças comunitárias, imprensa e na Câmara Municipal de Piracicaba.

Nas reuniões, a coordenadora de Comunicação e Responsabilidade Social da Mirante, Andréia Ferreira, explica que o objetivo é conscientizar e educar a população para reduzir a quantidade de lixo descartado indevidamente e orientar sobre a separação da rede pluvial da rede de esgoto.

Pequenas atitudes evitam grandes problemas

“Este é um trabalho de escuta ativa, de parceria e de compartilhamento da missão de melhorar a qualidade de vida da população. É dessa forma, com diálogo aberto e muito trabalho, que estamos movimentando e transformando a realidade de centenas de vidas na cidade”, disse.

“Pequenas atitudes podem ser determinantes para evitar problemas como extravasamento, tão comuns nesse início do período chuvoso. Quanto mais limpos estiverem os caminhos da chuva em nossas cidades, menos problemas nós e nossos vizinhos vamos enfrentar nessa época do ano”, explicou.

Pular para o conteúdo