Ex-trainees contratados

PROGRAMA DE TRAINEE

Evento de formatura da turma de 2019 consolida valores da Aegea

Sessão solene foi on-line por causa da pandemia e reuniu os ex-trainees, gestores, diretores e o CEO da Aegea.

Em sessão solene virtual, os novos colaboradores foram recebidos pela diretoria da Aegea. A gerente de RH, Andréa Terra Debortoli, enfatizou a importância do momento para a empresa, pois o Programa de Trainee foi estruturado para valorizar talentos, capacitar jovens para a liderança e ampliar a diversidade na empresa. “Sejam bem-vindos, sucesso e continuem trilhando o caminho da inovação”, disse ela. O evento foi conduzido pelo gerente de Educação Corporativa, Danilo Olegário, que lembrou pontos importantes dos valores, do propósito e da trajetória da empresa.

Fernando Tadeu, gerente-executivo de RH, lembrou da trilha percorrida pelos oito trainees durante os dois anos de aprendizados para chegarem até ali. “Estamos em um mundo cada vez mais complexo, mais imprevisível, isso sempre vai exigir um poder de adaptação muito grande e o convite que eu faço é que continuem, pois a vida é um aprendizado constante. A única certeza que temos é a de que, para nos mantermos como profissionais competitivos, precisamos de aprendizado contínuo. Então, que se mantenham nesse ritmo e sejam extremamente felizes nesta nova jornada, isso é o mais importante”, disse.

Silvia Letícia Tesseroli, diretora Administrativa da Aegea, também falou de realização. “Para que a gente se realize profissionalmente e pessoalmente, precisamos encontrar pontos de equilíbrio. Essa nova fase traz mais responsabilidades e eu, quando comecei, era analista, mas me sentia tão responsável quanto o CEO e ia sempre além. É assim que podemos fazer a diferença, por isso nunca deixem de inovar, de manter o espírito criativo e não se deixem consumir por uma frase muito comum: sempre foi feito assim, vamos deixar como está. Continuem se desenvolvendo, estudando, sendo curiosos e, principalmente, compartilhem. Você só cresce em uma empresa se conseguir ensinar para as outras pessoas o que sabe. Nós aprendemos muito ouvindo, ensinando”, afirmou.

O CEO da Aegea enfatizou que é preciso estar disponível para o aprendizado com mais dúvidas e menos certezas na tomada de decisões. “As dúvidas permitem que vocês chequem o processo mais uma vez, revisitem os valores da companhia, este é o processo que vai garantir a busca pelo propósito, por aquilo que nos mantém com a bateria cheia. É a sensação de ver uma dona de casa em Barcarena que, ao chegar água na torneira pela primeira vez em 20 anos, ela vai tomar banho de mangueira na rua dançando e comemorando enquanto o time estava lá fazendo a conexão. Isso é de verdade movimentar vidas, trazer dignidade e gerar transformação social. Se você está em um projeto e é o que tem mais conhecimento e os melhores argumentos sobre a solução do problema, ali você é o líder, é o CEO daquele tema, ninguém vai te dizer ‘não’ por causa do crachá”, afirmou Radamés Casseb.

O sentimento de união e de time foi o tom do vice-presidente da Regional 3, Renato Medicis. “Temos conseguido levar a empresa para a frente juntando as competências de uma forma muito tranquila dentro das unidades. O exemplo de Manaus é um marco na companhia: colocamos dentro de uma sala os funcionários da antiga Manaus Ambiental, atual Águas de Manaus, para fazer um planejamento. Estavam diretores, supervisores, profissionais das mais diversas áreas e a partir dali foi saindo o modelo de trabalho para a transformação. Não foi conversando isoladamente, foi juntando todo mundo sem muro, sem fronteira, todos no mesmo nível para resolver os problemas. É preciso entender como o todo funciona, ter disponibilidade para se colocar no lugar do outro. Tem muito a ser feito, é uma troca de experiências todo dia, entendendo o dia a dia da unidade. Contem comigo”, disse o VP.

Entender como funciona a operação inclui a licença social para operar, tema tratado pelo vice-presidente de Relações Institucionais, Rogério Tavares. “Estamos vivendo um momento sem precedentes, em que precisamos nos aproximar mais das pessoas, não só as que estão ao nosso lado, mas nas localidades, onde nós desenvolvemos uma série de atividades como desinfecção de ruas e distribuição de cestas básicas, entre outras, para tentar passar esta fase difícil. Esta situação mostra que a licença social hoje é determinante nas relações e cada vez mais as empresas estão falando sobre isso e é fantástico, pois mostra que o que nós estamos colocando em prática está permeando o setor. A licença social não é uma ação isolada, se dá ao longo do período em que estivermos atuando e tem a ver com o fato de sermos mestres em brasicidades, sabendo se inserir no tecido social, fazendo parte do todo”, afirmou.

Outro ponto importante levantado no evento, citado pelo CEO da Aegea, Radamés Casseb, é a entrega de cada um. “Eu busquei dedicar trabalho, foco e meus valores pessoais para o processo de construção da companhia, como muitos colegas. A minha contribuição para vocês hoje é que, se não for intenso, se não for verdadeiro, não vale a pena. Meu convite é para que vocês se sintam inteiros na próxima jornada. E reflitam sobre os valores que os trouxeram até aqui, pois eles vão ser úteis, pois sem guia, sem roteiro, sem trilha, a decisão está no arbítrio de cada um. Dar um passo à frente é dolorido, mas ter a visão de como mudar um pouquinho o mundo e não fazer nada deve ser muito sufocante. Sejam inteiros nesta nova fase”, lembrou.

O orador da turma lembrou a caminhada desde o início do programa. “Foram dois meses juntos, antes de cada um começar sua trajetória na empresa, e a parceria continua até hoje. Temos duas coisas em comum: alta exigência e a sede por desafios. E, claro, a disponibilidade para a mudança e capacidade de adaptação, mas cada trainee tem seu jeito próprio de agir. Sempre nos perguntamos se tinha espaço na empresa. Descobrimos que sim e ainda tem. Esta cerimônia simboliza que estamos preparados para o futuro da Aegea, pois somos unidos por um propósito e complementares por natureza”, disse Luis Carlos da Silva Junior.

Maryana com Y, da Humor Lab, encerrou o evento com uma dose de leveza e descontração. Especialista em inteligência positiva, com mais de 50 mil pessoas impactadas no ano passado, ela combinou criatividade, comunicação e liderança para falar sobre protagonismo

Os ex-trainees contratados

Da esquerda para a direita estão os formandos: Luis Carlos, Lucas Franco, Waldo Bitencourt, Jessica Candeia, Isabelly Gonçalves, Luana Braguin, Malcom Bispo e Olimpio Neto.

Os ex-trainees já estão atuando em seis unidades da Aegea. Águas de Manaus (AM) recebeu Jessica Candeia de Andrade Pinheiro. Isabelly Naianne Martins Gonçalves está na Ambiental Serra (ES), Malcom Barbosa Bispo na Prolagos (RJ) e Luana Santos Braguin na Ambiental Metrosul (RS). Olimpio Baldoino da Costa Vargens Neto e Luis Carlos da Silva Junior foram recebidos pela Águas de Teresina (PI). E Waldo Coelho Bitencourt está na Engenharia da holding, no Programa Infra Inteligente.

Pular para o conteúdo