Mulheres da Aegea: conquistando espaço no saneamento

Mulheres da Aegea: conquistando espaço no saneamento
Texto: Renata Santos e Rosiney Bigattão

Elas mudaram os rumos de suas vidas, se profissionalizaram, ganharam destaque nos locais onde vivem, são líderes de comunidades, representam povos originários e estão à frente de unidades inteiras.

Não importa o cargo ou o local de atuação, cada dia mais comprovam que o lugar de mulher é onde ela quer estar. Foi com o olhar nessa pluralidade que a Semana da Mulher 2024 Aegea começou.

Conteúdos inspiradores e trocas acolhedoras

Nos cinco dias do evento, entre os dias 4 e 8 de março, conteúdos inspiradores e trocas acolhedoras. São histórias transformadoras – confira ao longo desta edição do Aegea Blog.

A ampla programação, que propõe a reflexão por meio da escuta ativa, “é um passo relevante na jornada de reconhecer e valorizar as mulheres, ampliando cada vez o espaço que elas ocupam na companhia”, disse o CEO Radamés Casseb, na abertura da semana.

Histórias transformadoras

As fontes de inspiração para a semana são as unidades da Aegea, onde colaboradoras conciliam a busca pela realização de seus sonhos e a rotina do dia a dia. Fazem a diferença na vida de muitas famílias por meio do saneamento.

Entre elas está Jaciela Rodrigues Leguiça, que trabalha na Aegea há 13 anos. Sul-mato-grossense de descendência indígena, se desenvolveu junto à empresa. A trajetória profissional teve início na Águas Guariroba (MS), como operadora de atendimento ao cliente, depois passou a assistente Administrativo e hoje é secretária executiva da  Ambiental MS Pantanal.

Na Aegea, realizou um dos seus maiores sonhos: fazer faculdade! Sonho este que só foi possível concretizar porque a empresa oferece formação gratuita por meio da Academia Aegea. Formada em Processos Gerenciais com Ênfase em Saneamento, Jaci, como é conhecida, quer ir além. “Quero evoluir ainda mais, aproveitar as oportunidades e conquistar um cargo de liderança”, frisou.

Portas Abertas para as mulheres atendidas

Mulheres da Ilha do Governador (RJ), visitaram a estação de tratamento de esgoto da cidade, por meio do Portas Abertas, da Águas do Rio. Como o nome diz, o programa abre as unidades da empresa para que os visitantes conheçam como é feito o trabalho que leva mais saúde e dignidade aos moradores atendidos.

O objetivo da área de Responsabilidade Social da Superintendência da Capital da Águas do Rio foi disseminar informações importantes sobre o uso eficiente da rede de esgoto. Essas mulheres multiplicam os conhecimentos adquiridos na visita para seus familiares, filhos e amigos.

“A pessoa que mais se liberta dos problemas quando o saneamento chega é a mulher, a mãe, pois é uma mudança na vida dela. Com a chegada dos serviços ela deixa de levar alguém da família que adoece por falta de saneamento”, afirma Édison Carlos, presidente do Instituto Aegea.

Fazendo a diferença na vida das pessoas por meio do saneamento

Outras mulheres inspiradoras da Aegea na programação da semana estão na Matéria Especial: a VP de Gestão de Pessoas, Márcia Costa, que contou sobre sua trajetória desde Pernambuco até chegar às grandes empresas em São Paulo; Keilla Martins, do Programa Respeito Dá o Tom, e Maraisa Mendonça, diretora-executiva das unidades da Aegea em Camboriú, Bombinhas, Penha e São Francisco do Sul.

Participam também Adriana Albanese, gerente executiva de Relações com Investidores da Aegea; Roberta Moraes, gerente de Relacionamento Institucional; Claudia Piunti, diretora Administrativa da Aegea; Samantha Takimi, diretora-presidente da Corsan Aegea, e Thaís Gallina, diretora de Planejamento da Águas do Rio.

Como convidadas externas estão: Ana Buchaim, VP de Pessoas, Marketing, Comunicação, Sustentabilidade e Investimento Social da B3; Tábata Poline, repórter da Rede Globo; Isadora Cohen, VP da Infra Women, e Grazi Mendes, que é head de diversidade, equidade e inclusão da multinacional de tecnologia, ThoughtWorks, falou sobre “Mulheres  no plural”. Leia a seguir.

Pular para o conteúdo