Água na torneira após 15 anos de incertezas em Maricá, no Rio

Água na torneira após 15 anos de incertezas em Maricá, no Rio
Texto: Michele Baêta

Aos 90 anos, Yolanda Fernandes chama a atenção pelo sorriso alegre e espontâneo. Moradora de Itaipuaçu, em Maricá, a dona de casa só fechava o semblante quando se via diante das torneiras de casa e da consequente dúvida se haveria água suficiente para os afazeres do dia a dia.

A angústia durou 15 anos, mas acabou há pouco tempo, logo após a Águas do Rio concluir a instalação de rede de abastecimento, com cerca de 300 metros de extensão, na Rua Repórter Cinematográfico. A obra beneficiou aproximadamente 100 pessoas que moram na via.

Água todo dia é motivo de comemoração

“Finalmente vou deixar de lado o caminhão-pipa e o poço para poder cozinhar, lavar roupa e tomar banho sem qualquer preocupação. Aqui a gente não entendia porque ruas do entorno tinham água, e nós, não. Todo mundo está comemorando, pois terá água todo dia. Não tenho palavras para agradecer”, disse ela.

A intervenção na rua onde vive a idosa é apenas uma das várias melhorias que a concessionária vem realizando em Itaipuaçu. Desde que começaram as operações neste distrito de Maricá, em novembro de 2021, o serviço de distribuição de água está avançando de forma gradativa.

Transformando vidas

“Sabemos que temos um longo caminho pela frente, mas não vamos esmorecer. São vidas como a de dona Yolanda e a de seus vizinhos que queremos transformar. Continuaremos com o nosso compromisso de levar dignidade para as pessoas”, afirmou Simony Dias, gerente Institucional da Águas do Rio.

Sistema é testado e vai beneficiar 30 mil pessoas

Em março, a Águas do Rio instalou em Itaipuaçu um novo sistema de bombeamento que vai beneficiar 30 mil moradores dos bairros Jardim Atlântico Leste e Jardim Atlântico Central.

O “skid”, como é tecnicamente chamado, é um propulsor composto por conjunto de bombas capaz de regularizar a pressão da água para que, em situações pontuais de desabastecimento ou emergenciais, ela chegue até as torneiras mais distantes.

Até o momento, a concessionária vem monitorando a distribuição de água com o uso do equipamento, mas já pôde constatar melhorias na pressurização para os domicílios das duas regiões.

Pular para o conteúdo