Águas do Rio assina contrato com Estado do Rio de Janeiro

destaque_rio

Trabalhar para garantir o abastecimento regular de água tratada. Esta será uma das principais missões da concessionária Águas do Rio (RJ), nova empresa da Aegea que assinou, em 11 de agosto, no Pão de Açúcar, o contrato com o governo do estado e as prefeituras para assumir os serviços de água e esgoto em 27 cidades fluminenses, incluindo 124 bairros no Centro e nas Zonas Sul e Norte da capital.

Durante a cerimônia, o diretor-presidente da concessionária, Alexandre Bianchini, afirmou que a empresa está pronta para assumir os serviços e comprometida em promover uma revolução no saneamento no estado, garantindo a universalização dos serviços em 12 anos, com 99% da população com acesso a água tratada e 90% com coleta e tratamento de esgoto.

Outro grande marco da Águas do Rio será a contribuição para a recuperação ambiental da Baía de Guanabara com a construção de coletores de esgoto ao redor da baía, formando um “cinturão”, que vai evitar que milhões de litros de esgoto sem tratamento sejam despejados diariamente nesse ecossistema, um dos cartões postais do estado.

Somente na implantação dos cinturões serão investidos R$ 2,7 bilhões nos próximos cinco anos. Segundo Bianchini, a empresa realizará também investimentos para recuperar e ampliar a capacidade das estações de tratamentos de esgoto existentes e na construção de novas estações.

A Águas do Rio desembolsou a primeira das três parcelas da outorga, no valor aproximado de R$ 10 bilhões. A outorga total é de R$ 15,4 bilhões a serem destinados aos municípios da área de concessão.

Recuperação da Bacia do Rio Guandu

Para contribuir com a recuperação ambiental da Bacia do Rio Guandu, a Águas do Rio vai antecipar R$ 645 milhões para a implantação dos sistemas de esgotamento sanitário em Japeri e Queimados e de cinturões em um trecho de Nova Iguaçu. Essas cidades estão na área de concessão da empresa e impactam diretamente no Rio Guandu, de onde vem a água que abastece a maior parte da região metropolitana.

Após a assinatura, será iniciada a operação assistida, na qual a Cedae (RJ) continua totalmente responsável pelos sistemas de distribuição, sendo acompanhada pelos profissionais da Águas do Rio nas atividades.

Segundo Bianchini, muita coisa vai melhorar com a chegada da Águas do Rio: a regularidade da distribuição de água, o meio ambiente, e a saúde pública. “Nós queremos que todos tenham acesso à água tratada, porque sem isso não há saúde nem dignidade. Estamos olhando para as comunidades, inclusive para as áreas não urbanizadas, e vamos ter um forte trabalho junto às pessoas mais vulneráveis para aumentar o acesso à Tarifa Social”, explicou Bianchini.

“A assinatura deste contrato é um marco para a retomada do desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro, e tem como principal objetivo melhorar a vida da população, além de gerar emprego e recuperar o meio ambiente. Estamos felizes com a chegada da Águas do Rio, que irá investir um montante significativo em nosso estado, sendo exemplo para várias outras empresas”, declarou o governador Cláudio Castro.

A concessionária pagará 65% do valor de outorga agora, com a assinatura do contrato. Outros 15% serão depositados quando a Águas do Rio passar a operar o sistema e os 20% restantes serão pagos ao fim do terceiro ano de operação.

Mais sobre os investimentos

Valor do investimento em água e esgoto

Bloco 1: R$ 8,4 bilhões

Valor da outorga: R$ 8,2 bilhões

Valor do investimento em água e esgoto

Bloco 4: R$ 16 bilhões

Valor da outorga: R$ 7,2 bilhões

Cidades atendidas pela Águas do Rio

Aperibé, Cachoeiras de Macacu, Cambuci, Cantagalo, Cordeiro, Casimiro de Abreu, Duas Barras, Itaboraí, Itaocara, Magé, Maricá, Miracema, Rio Bonito, Saquarema (3° Distrito), São Gonçalo, São Francisco de Itabapoana, São Sebastião do Alto, Tanguá, Belford Roxo, Duque de Caxias, Japeri, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados, São João de Meriti e Rio de Janeiro (Centro, Zonas Sul e Norte).

Pular para o conteúdo