Operação de nova ETE muda cenário do saneamento em Barcarena (PA)

Operação de nova ETE

Uma das cidades mais promissoras para investimentos no setor industrial, Barcarena (PA) trabalha para avançar em saneamento básico e mudar de posição no ranking.

Localizada a 15 quilômetros da capital paraense, Barcarena alcançou 22% de cobertura de esgotamento sanitário com o início das operações da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Cabanos II.

A cobertura supera os números de Belém, que trata menos de 3% do esgoto coletado, segundo dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS).

Mesmo em cenário de pandemia, foi investido mais de R$ 1 milhão na construção da nova ETE, que tem capacidade, nesta etapa, de tratar 432 mil litros de esgoto por dia e atender moradores dos bairros Jardim Paraíso, Jardim Cabano e uma parte da Vila dos Cabanos.

Ao todo, mais de 20 mil barcarenenses são beneficiados com o serviço, que tem impacto direto na preservação do meio ambiente, saúde e qualidade de vida. Esta é a segunda unidade operacional entregue pela concessionária no intervalo de 18 meses. E a terceira, a ETE Pioneiros, já está em obras e vai ampliar ainda mais a cobertura de esgotamento sanitário na cidade.

Com a operação da nova estação, Barcarena se torna uma das cidades que mais avançam na coleta e tratamento de esgoto em todo o Estado do Pará.

Pular para o conteúdo