Ligações irregulares de esgoto são principal causa de extravasamentos

Ligações irregulares
Texto: Ude Valentini

Você está caminhando na rua e se depara com um “material estranho” saindo da rede sob o asfalto. Pode ser um extravasamento de esgoto, uma ocorrência que se intensifica com a chegada do verão, por causa da temporada de chuvas. 

Extravasamentos e chuvas

Mas o que a rede de esgoto tem a ver com as chuvas? Em muitas cidades brasileiras as redes de esgoto e a de água pluvial estão ligadas. Daí, os entupimentos se tornam mais comuns, principalmente se há descarte irregular ou ligações clandestinas.

A coordenadora de Operações e Serviços da Mirante, Laís Fonseca Gomes, contabiliza: em dias de chuva, há um aumento de, aproximadamente, 70% nos casos de entupimentos. Segundo ela, as redes coletoras de esgoto são dimensionadas para receber exclusivamente efluentes.

Redes separadas

“Toda a água de chuva deve ser destinada às guias e bocas de lobo (bueiro), que são projetadas para esse volume que, aliás, é muito maior que o de esgoto”, afirma. Caso contrário, podem facilitar os entupimentos, pois os tubos que recebem a água de chuva coletam também a água dos ralos dos quintais e das garagens.

“Dessa forma, a rede de esgoto recebe também grande quantidade de terra, pedras e poeira. Como a rede de esgoto não é projetada para receber esse volume de materiais, ocorrem os entupimentos e até o retorno de esgoto dentro das casas. Infelizmente, é um absurdo a quantidade de lixo removida das tubulações, principalmente nesta época”, diz a coordenadora.

Alertas para a população ajudar a evitar extravasamentos

Desde que assumiu o serviço de esgoto de Piracicaba, por meio de uma Parceria Público-Privada com o Semae, a Mirante alerta a população sobre os cuidados necessários para inibir a ocorrência de extravasamentos.

A empresa lembra ainda que a ligação correta da água pluvial e da rede coletora de esgoto na residência é um dos caminhos para evitar entupimentos e outros prejuízos.

As unidades da Aegea estão sempre em busca de alternativas de controle e desenvolvimentos de mecanismos para detectar e prevenir ocorrências como os extravasamentos. A telemetria e automação, como as usadas no Centro de Controle Operacional da Águas de Teresina, é uma delas.

Fique atento

– A água de chuva não pode estar ligada à rede de esgoto. Esta prática, além de ilegal, causa transtornos e prejuízos, pois provoca entupimento, rompimento de tubulação e transbordamento de esgoto nas ruas ou dentro do imóvel;

– As águas de chuva devem ser conduzidas para as sarjetas, de onde vão para as bocas de lobo e seguem seu trajeto para os rios;

– Para verificar se as instalações de sua residência estão corretas, basta jogar um pouco de corante no ralo do quintal de seu imóvel. Se a água colorida chegar até a sarjeta, significa que a ligação está correta;

– Para regularizar as instalações, tanto da ligação da rede de esgoto do imóvel ou para deslacrar a caixa de inspeção, é preciso contatar o serviço de um pedreiro de sua confiança.

Skip to content