Prêmio para as melhores iniciativas em sustentabilidade tem projetos da Aegea

Sustentabilidade
Texto: Rosiney Bigattão

Em um evento híbrido, a Abcon e o Sindicon, Associação e Sindicato das Operadoras Privadas de Saneamento, incentiva o desenvolvimento de projetos com viés mais sustentáveis. E anuncia dia 29 de novembro os vencedores do 4º Prêmio Sustentabilidade. A edição de 2021 teve 94 inscritos, sendo 87 projetos no perfil da categoria Empresa Privada. Sete projetos da Aegea estão entre os finalistas.

Jovem Inovador

Este ano a premiação traz uma novidade: o perfil Jovem Inovador. Participam pessoas com menos de 30 anos de idade, que não estão atuando em empresa de saneamento, mas desenvolveram alguma iniciativa com potencial de implantação nas concessionárias do setor.

As premiações para os projetos sustentáveis

Na fase final foram escolhidos os cinco melhores projetos de cada categoria. Um júri composto por 25 profissionais vai escolher os melhores. Os prêmios são de R$ 10 mil, R$ 4 mil e R$ 2 mil para os três primeiros lugares da categoria Empresa Privada. Jovem Inovadora premia com R$ 5 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil.

Os finalistas da Aegea em sustentabilidade

Com uma atuação voltada para a agenda ESG, focada em sustentabilidade, a Aegea é finalista em quatro categorias: Gestão e Governança, Inovação Técnica e Sociedade e Consumidores.

Na categoria Gestão e Governança são dois projetos. Um deles é “A transformação na vida das pessoas por meio do saneamento: avaliação dos benefícios do abastecimento de água em comunidades socialmente vulneráveis de Manaus”, da Águas de Manaus (AM), que tem como líder Semy Alves Ferraz. O segundo é Tamo Junto na Aprendizagem, liderado por Gracielle Tayane Souza Gualter, da Águas de Teresina (PI).

Em Inovação Técnica concorrem três projetos. Dois da Águas Guariroba (MS): Lodo Sustentável, liderado por Marjuli Morishigue, e Programa Bacia Monitorada, do líder Fernando Henrique Garayo Junior. E da Águas de Sinop (MT) o Uso Benéfico do Lodo para a Recuperação de Solos Degradados, sob a liderança de Cristian Martarello.

Em Sociedade e Consumidores disputa a final dois projetos. Um deles é o de Tarifa Social de Água e Esgoto: Instrumento de Dignidade, Saúde e Proteção aos Vulneráveis, da Águas de Manaus (AM). Tem a liderança de Geaneide Vilhena de Santana. Outro é Atendimento à População em Situação de Vulnerabilidade – Programa Fazer Mais para Quem Precisa. É da Águas de Ariquemes (RO), liderado por Eduardo Lana de Paula.

A premiação tem a parceria da rede Brasil Pacto Global e tem patrocínio da Vale, Infra Humana e AHK – Câmara Brasil Alemanha.

Pular para o conteúdo