Primeiro Encontro Nacional de Responsabilidade Social da Aegea

Primeiro Encontro Nacional de Responsabilidade Social da Aegea
Texto: Rosiney Bigattão

“Juntos Somos Um”. Com este tema, o encontro realizado em São Paulo na segunda quinzena de novembro emocionou os participantes e fortaleceu ainda mais o compromisso de cada um com o envolvimento com os temas de Responsabilidade Social da empresa líder em saneamento privado no Brasil.

O 1º Encontro Nacional de Responsabilidade Social da Aegea teve o objetivo de reforçar a importância dos desafios da empresa, mostrando que, apesar do crescimento dos últimos anos, cada vez mais a área tem um time único, que trabalha em sinergia.

Trabalho que gera legados

“Trabalhamos com o foco de gerar legados nas cidades onde atuamos e, apesar de termos equipes fortes e bem estruturadas em cada unidade, somos uma única área de Responsabilidade Social. Como tal, temos um propósito que nos une – o de levar dignidade, por meio da saúde, da educação e da geração de trabalho e renda às famílias das localidades nas quais atuamos”, afirmou Lisandre Assis Dauber, coordenadora de Responsabilidade Social da Aegea.

Segundo ela, a necessidade de um encontro nacional veio com o momento vivenciado pela Aegea, que impõe o desafio de projetos mais unificados, de escala, que deem suporte ao recente crescimento. Participaram 45 gestores e integrantes das equipes de Responsabilidade Social de todas as operações da empresa. 

Integração e troca entre as equipes

“O nosso primeiro encontro nacional foi marcado por um ambiente de integração e troca entre as equipes de Responsabilidade Social das diferentes unidades. Isso facilita a compreensão mais clara das características de cada território e, apesar das diferenças, vimos que compartilhamos desafios parecidos”, disse a coordenadora de RS. 

“Foi importante também para reforçar nosso propósito, o valor da atuação social para a companhia, que está alinhada aos princípios ESG, e de como podem contribuir para a construção a licença social para operar”, afirmou. Representantes das unidades da Aegea fizeram apresentações para mostrar o trabalho que vêm realizando em cada município.

Cultura e propósito da Aegea

Foram discutidos também cultura e propósito, princípios ESG, governança da área e a construção de programas que contribuam ainda mais para a transformação social, deixando legados nos territórios onde a Aegea atua. 

Entre os temas do encontro estavam ainda a avaliação e os indicadores de impacto e empreendedorismo. 

Participaram a vice-presidente de Gestão de Pessoas, Márcia Costa; Fabianna Strozzi, diretora de Gestão de Pessoas, responsável pela Educação Corporativa por meio da Academia Aegea, e Édison Carlos, presidente do Insituto Aegea e diretor de Sustentabilidade da empresa.

Convidados especiais para o evento

O encontro contou com a participação de convidados externos. Daniel Barretti, gerente de Projetos em Monitoramento e Avaliação do Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS) falou sobre como inspirar pessoas para aumentar os investimentos sociais e impactar pessoas. 

A empreendedora social Elena Wesley, da Agência Narra, apresentou o projeto que desde 2018 colabora para ampliar oportunidades de acesso a conhecimento e renda para juventudes e mulheres que moram na periferia. A jornalista falou ainda sobre comunicação integrada e gestão estratégica de conteúdo. 

Outra empreendedora social convidada foi Ana Fontes, fundadora da Rede Mulher Empreendedora (RME). Delegada líder do Brasil no W20, o grupo de engajamento do G20, trouxe para o evento a experiência da jornada que a tornou uma das 20 mulheres mais poderosas do Brasil segundo a Forbes.

A Oito Sustentabilidade, uma empresa criada por Claudia Mattos e Aline Pimenta para desenvolver projetos e ações que permitam melhorar a sociedade por meio de negócios melhores, também compartilhou seus aprendizados com os participantes do encontro da Aegea.

Pular para o conteúdo