Reatores com nova tecnologia

Reatores com nova tecnologia

São dois novos reatores biológicos que estão em funcionamento na Estação de Tratamento de Esgoto Los Angeles, a maior de Campo Grande (MS), que trata 90% do esgoto coletado na cidade (o restante é tratado na ETE Imbirussu).

A rede de esgoto da capital do estado chega a mais de 80% dos moradores. Um número que vale destaque, pois apenas 23 municípios brasileiros tratam mais de 80% do esgoto que coleta.

Com a tecnologia desenvolvida na concessionária, a capacidade de coleta pode aumentar em 20%, pois amplia o tratamento de efluentes de 900 litros/segundo para 1.080 litros/segundo.

O incremento no tratamento representa a quantidade de uma cidade com 115 mil pessoas.

Tecnologia inovadora

Os reatores têm as paredes revestidas por placas de aço vitrificado. A estrutura possibilita maior eficiência no tratamento e total vedação durante o processo, garantindo a segurança operacional do sistema de esgoto. O revestimento utilizado nos reatores é de origem austríaca.

Eles vão trazer também um ganho de eficiência para os mais de 80 quilômetros de rede que estão sendo implantados. Serão mais de 20 mil novas ligações de esgoto. Segundo o diretor-executivo da Águas Guariroba, Gabriel Buim, isso vai garantir um tratamento de melhor qualidade e mais respeito ao meio ambiente.

“Campo Grande tem um diferencial que nos orgulha, onde o esgoto coletado é 100% tratado. É algo conquistado pela capital que nos motiva para continuar os trabalhos mantendo estes resultados constantes”, afirma o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese.

Pular para o conteúdo