Técnica do fumacê ajuda a preservar os rios cristalinos de Bonito

Técnica do fumacê ajuda a preservar os rios cristalinos de Bonito

Começou em 12 de julho mais uma etapa do Programa Rios Cristalinos, com aplicação de fumacê na rede de esgoto e de drenagem para identificação de ligações irregulares. 

O processo, denominado ‘termonebulização’, consiste na aplicação de uma fumaça na rede central de cada rua para observar se ela retorna em algum imóvel. Quando isto ocorre, indica que há alguma ligação errada de águas pluviais no imóvel.

O Programa Rios Cristalinos é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMA), em parceria com a Sanesul e com a Ambiental MS Pantanal. Envolve múltiplas ações para melhoria do sistema de coleta de esgoto e monitoramento da qualidade das águas dos córregos urbanos.

Proteção das águas cristalinas da região

O objetivo principal é proteger os córregos Saladeiro, Bonito e Restinga, e consequentemente, o Rio Formoso.

Entre as ações previstas do projeto estão o acompanhamento do plano de manutenção da rede de esgoto para evitar entupimentos e extravasamentos e a busca de soluções para residências que estão abaixo da quota da rede de coleta. 

Serão identificadas e notificadas ligações irregulares de esgoto na rede de drenagem e também as ligações irregulares de águas pluviais na rede de esgoto, além do monitoramento da qualidade das águas dos córregos urbanos.

“Se encontramos ligação irregular de águas pluviais na rede de esgoto, o morador envolvido vai receber todas as orientações da equipe para regularizar a situação – muitas vezes, ele nem sabe disso”, detalha a secretária de Meio Ambiente, Ana Trevelin.

Na primeira etapa, que ocorreu no período de março a junho, a operação vistoriou 247 imóveis, sendo que em 9,31% das residências foram encontradas irregularidades.

Pular para o conteúdo