Aegea entre as top 3 da Maiores e Melhores da Exame 2022

Aegea entre as top 3 da Maiores e Melhores da Exame 2022

A Aegea conquistou o 2º lugar na categoria Saneamento e Meio Ambiente do ranking das Melhores e Maiores 2022, promovido pela Exame, uma das principais premiações empresariais do país. 

Os rankings observaram a performance de 1.000 empresas. Juntas, elas registraram uma receita líquida de 6,26 trilhões de reais e um patrimônio avaliado em 18,6 trilhões. São exemplos para o país quando se trata de economia, negócios e sustentabilidade. 

São empresas que se reinventaram, e se tornaram protagonistas da retomada econômica, segundo a avaliação feita pela Exame. Aproveitaram as oportunidades, cresceram e ajudaram a fortalecer a economia nacional e o  desenvolvimento do país.  

As melhores em Saneamento e Meio Ambiente

Foram doze empresas selecionadas no anuário Maiores e Melhores na categoria Saneamento e Meio Ambiente. A Aegea, líder em saneamento privado no Brasil, teve 5,93 pontos e ficou atrás somente da primeira colocada, a Ambipar, que lidera a gestão de resíduos sólidos ambientais no país, com 7,09 pontos.

Para a classificação das melhores empresas por setor foram considerados os resultados contábeis-financeiros – que analisa os retornos sobre o patrimônio líquido, capital empregado, a liquidez e alavancagem; o  crescimento de 2020 e 2021, e a pontuação em ESG, que considerou sete indicadores de cada um dos pilares: ambientais, sociais e de governança.

Os troféus para as melhores do ranking foram entregues no dia 26 do mesmo mês. A premiação é realizada desde 1974. Em 2019, a Aegea marcou presença pelo seu desempenho. Veja os critérios da premiação no final do texto.  

Ranking geral 

No ranking geral de 2022, entre todas as empresas avaliadas, a Aegea liderou entre as empresas de saneamento privado, na posição 178 e a BRK ficou em 186ª lugar. Observando o desempenho de todas as empresas de saneamento na classificação geral, a Sabesp foi a mais bem colocada, na 44ª posição, seguida de Copasa (127ª), Sanepar (144ª), e Aegea (178ª). 

Maiores e Melhores 2021

A título de comparação, em 2021, a Aegea não constou no ranking das 626 empresas divulgadas pela Exame. Três concessões da empresa apareceram na lista principal: a Mirante (SP), na posição 564; Águas de São Francisco do Sul (SC), na 585; e Águas de São Francisco (PA), na 611. 

Na categoria Saneamento e Meio Ambiente do anuário de 2021, duas unidades da Aegea se destacaram. A Águas de São Francisco (PA) ficou em 4º lugar e a Águas de São Francisco do Sul (SC) na 6ª posição. 

As maiores da premiação

O prêmio para as maiores empresas da 49ª edição foi entregue em 12 de setembro, em um evento que já se tornou tradicional, com transmissão ao vivo, apresentado pela jornalista Amanda Klein. “Nessa plateia estão alguns dos maiores empreendedores do Brasil. Vencedores dos desafios diários, com fortes propósitos, que acreditam na grandeza e nos impactos positivos do seu trabalho”, disse ela na noite da premiação.

Mais sobre a metodologia

A premiação Melhores e Maiores deste ano avaliou empresas de capital aberto ou com dados públicos, a exemplo das demonstrações contábeis no Diário Oficial dos estados, balanços divulgados em fontes fidedignas (B3 e CVM) e veículos de comunicação idôneos de grande circulação. Para realização das análises das empresas foram considerados três critérios, listados abaixo.

Resultados Contábeis-Financeiros, que elencam os seguintes índices:

ROE – Retorno Sobre o Patrimônio Líquido, que permite avaliar a rentabilidade na visão dos sócios investidores do ativo;

ROCE – Retorno Sobre o Capital Empregado, avalia a rentabilidade sobre a totalidade de capital empregado no ativo;

ILS – Índice de Liquidez Seca, analisa a qualidade da liquidez da empresa, já desconsiderando o feito dos estoques;

D/E – Alavancagem ou Índice de Endividamento, avalia o volume de endividamento em relação ao patrimônio líquido;

Crescimento, que considera prioritariamente o aumento das receitas entre o período de 2020 e 2021, a fim de verificar quem apresentou o melhor crescimento de mercado no período.

ESG é analisado a partir de 21 questões relacionadas ao desenvolvimento das empresas, sendo sete ambientais, sete sociais e sete de governança, a fim de compor a nota desse indicador.

Pular para o conteúdo