Aegea participa de debate sobre governança em Portugal

Universidade Lisboa Portugal

Realizado entre os dias 27 e 29 de junho em Portugal, o Fórum Jurídico de Lisboa reuniu juristas, acadêmicos e representantes da sociedade. Eles discutiram meio ambiente, sustentabilidade e regulação a partir do tema central: Governança da Ordem Jurídica em Transformação.

O objetivo é promover atividades conjuntas para aprimorar os modelos organizacionais e de gestão, principalmente relativo à governança de instituições públicas e privadas. E também o intercâmbio de conhecimento, a busca por inovação e novas metodologias para projetos, políticas públicas e diagnosticar ou amenizar os impactos das mudanças sociopolíticas.

Metas da Agenda 2030

O representante da Aegea no evento, Fábio Galindo, participou do debate “Mudanças Climáticas: Metas da Agenda 2030”. Estavam no painel os  ministros Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF); Mauro Campbell e Luis Felipe Salomão, ambos do Superior Tribunal de Justiça (STJ); e o membro do Conselho do Pacto Global da Organização das Nações Unidas, Carlo Linkevieius Pereira.

União de forças entre o público e o privado

“Acredito que a junção de forças entre os setores público e privado é fundamental para avançarmos em questões como a regulamentação e a segurança jurídica para o Brasil de fato poder ocupar o protagonismo mundial na entrega de soluções práticas, como o mercado global de carbono, para o aquecimento global”, disse Fábio Galindo em entrevista para a Veja.

A 10ª edição do fórum foi organizada pelo Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), pelo Instituto de Ciências Jurídico-Públicas da Universidade de Lisboa e Fundação Getulio Vargas (FGV).

Pular para o conteúdo