Águas de Bombinhas faz parceria para monitorar a água dos rios

Bombinhas

A Águas de Bombinhas (SC) se prepara para colocar em prática a mais nova ação com foco na preservação ambiental dos rios e córregos da cidade: o projeto de Identificação de Lançamentos Irregulares de Esgoto no Rio Bombinhas e Rio da Barra.

O plano, que vem sendo idealizado pela concessionária em parceria com a prefeitura municipal e a Fundação de Amparo ao Meio Ambiente de Bombinhas (Famab), contempla a análise da qualidade da água dos rios em diferentes trechos e a identificação dos lançamentos irregulares de esgoto.

Medições ambientais

Na prática, isso significa que os rios serão monitorados de perto pelas equipes da concessionária, por meio de medições ambientais que vão analisar a vazão e a qualidade da água, entre outras características. O diagnóstico vai possibilitar ações mais assertivas em prol da proteção dos rios citados.

Para Marcos Aurino Pinheiro, superintendente em Soluções Ambientais do município, o projeto vai levantar dados sobre a qualidade da água, como características físico-químicas e bacteriológicas. E também analisar as nascentes, visando impulsionar políticas públicas para os efluentes domésticos e soluções ambientais para a revitalização dos cursos d’água.

Responsabilidade compartilhada

“Uma série de ações estão sendo desenvolvidas buscando a participação da comunidade, da sociedade civil e do empresariado local. É preciso entender a responsabilidade compartilhada para atingirmos resultados positivos nos próximos anos”, afirma o superintendente.

Flávio Steigleder Martins, presidente da Famab, garante que essa é uma ótima notícia para o município. Além das obras de instalação da nova rede de esgoto, o que é uma vitória para a cidade de Bombinhas, as ações de fiscalização continuam sendo necessárias.

Monitoramento alinhado aos princípios ESG

O posicionamento da Águas de Bombinhas em apoio ao monitoramento de corpos hídricos está alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. De acordo com a diretora-presidente da Águas de Bombinhas, Reginalva Mureb, também se alinha aos princípios ESG da Aegea.

Para ela, a preocupação com a biodiversidade, com a resiliência hídrica e entender as condições dos corpos hídricos para uma atuação em conjunto faz todo o sentido. É uma iniciativa extremamente importante para a cidade de Bombinhas e toda a região.

Atuação conjunta para proteger os corpos hídricos

“A concessionária uniu-se à prefeitura e à Famab de forma proativa para este projeto, entendendo que os corpos d’água são bens extremamente importantes para todos. Neste contexto, atuaremos, de forma conjunta, na proteção dos corpos d’água e praias por meio dessa iniciativa inédita”, afirma  Tiago Santos e Souza, coordenador de EHS da Águas de Bombinhas.

Pular para o conteúdo