Contrato assinado no Ceará vai beneficiar moradores de 17 cidades

Contrato assinado no Ceará vai beneficiar moradores de 17 cidades
Texto: Isabella Cavalcanti e Jéssica Colaço

A Ambiental Ceará assinou, no dia 11 de dezembro contrato de financiamento de R$556 milhões, junto ao Banco do Nordeste (BNB), para serem aplicados na operação e em obras de infraestrutura de esgotamento sanitário nas cidades atendidas pela Parceria Público-Privada (PPP) firmada com a Cagece.

O financiamento está atrelado ao alcance das metas de universalização do esgotamento sanitário, definidas pelo Novo Marco Legal do Saneamento.  

Os recursos serão utilizados em 17 das 24 cidades onde a Ambiental Ceará atua: Maracanaú, Aquiraz, Cascavel, Chorozinho, Eusébio, Guaiúba, Horizonte, Itaitinga, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Farias Brito, Nova Olinda e Santana do Cariri.

Contrato assinado no Ceará vai beneficiar moradores de 17 cidades

Maior parte dos lares beneficiados tem mulheres como chefes de família

“Dos lares que serão impactados com as obras financiadas por esse recurso, 57% são chefiados por mulheres, que serão beneficiadas com melhorias na saúde, produtividade e geração de emprego. Temos um investimento desse montante para trazer mais dignidade à população cearense”, celebrou a vice-governadora do Ceará, Jade Romero.

A falta de esgotamento sanitário no Estado, segundo ela, é um “problema complexo” cuja solução demanda planejamento e injeção de recursos.

O valor será utilizado para melhorar a qualidade de vida da população nos próximos dois anos. Um investimento totalmente direcionado para atingirmos as metas de cobertura e fazer as melhorias nos sistemas já existentes, com impacto direto na educação, saúde, turismo e economia.

Parceria pioneira

“Há alguns meses, estivemos aqui celebrando uma parceria com o Governo do Estado e a Cagece para levar esgotamento sanitário a 24 municípios. Hoje, firmamos essa parceria para que, junto a outros investimentos da Aegea, possamos executar essas obras”, salientou Renato Medicis, vice-presidente para o Norte e Nordeste da Aegea.

“Ninguém quer mais ver esgoto passando na porta de casa, ninguém quer ver mais uma criança doente por falta de esgotamento sanitário. E este entendimento com o governo do Ceará, por meio dessa parceria pioneira com o Banco do Nordeste, vai fazer com que essa transformação aconteça”, salientou.

Sustentabilidade financeira

“A consolidação deste financiamento reflete o foco em projetos com sustentabilidade financeira e social da Aegea e de suas operações, como a Ambiental Ceará. Iniciativas como esta só são possíveis devido à capacidade da companhia em estruturar projetos com disciplina financeira que, reconhecidamente, são característica da companhia”, afirmou André Pires, CFO da Aegea. 

“Este investimento reforça o papel do banco na busca por soluções impactantes para questões cruciais em sua área de atuação, como a melhoria do saneamento básico na região Nordeste”, argumentou o presidente do Banco do Nordeste, Paulo Câmara.

“Nosso objetivo é buscar, cada vez mais, alternativas de parcerias e fontes de financiamento para garantir os serviços de saneamento básico para toda população até 2033. A PPP do Ceará é um exemplo efetivo do nosso compromisso com o povo cearense”, destacou o presidente da Cagece, Neuri Freitas.

Pular para o conteúdo