Exposição sobre rodas amplia consciência ecológica no Brasil

Tech-Truck Aegea

Proporcionar experiências impactantes é a melhor forma de conscientizar. Imagine então um caminhão itinerante, com atividades sensoriais, obras artísticas interativas, óculos 3D e cinema ao ar-livre. 

Essa é a proposta da exposição gratuita “Olho D’Água – Artes Líquidas e Águas Visuais”, com um Tech-Truck repleto de atividades que falam sobre a importância da preservação dos recursos hídricos e do meio ambiente.

A iniciativa é patrocinada via Lei de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo, pelo Instituto Aegea e unidades da Aegea que estão recebendo a exposição.

Com o patrocínio da Águas do Rio a exposição começou a circular por Belford Roxo, na Baixada Fluminense, no dia 1º de setembro. É a segunda edição da exposição itinerante.

Público de mais de 15 mil pessoas

Na primeira edição do projeto, foram 17 cidades a partir da Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Depois de circular por Rondônia e Mato Grosso, passando pelas cidades atendidas pela Aegea, a exposição “Olho D´Água – Artes Líquidas e Águas Visuais” volta ao estado de origem.

No itinerário dessa segunda fase, estão oito municípios, todos no Rio de Janeiro, atendidos pela Águas do Rio. Depois, segue para Piracicaba, Matão e Holambra, no interior de São Paulo, também com unidades da Aegea. Onde chega, desperta a atenção e deixa a sementinha da conscientização.

Conquistou um público de 15.640 pessoas na primeira edição, sendo 8.530 alunos da Rede Pública de Ensino. Sempre promovendo experiências sensoriais e reflexão sobre o ciclo da água e proporcionando experiências impactantes. 

Exposição é uma das ações em prol do desenvolvimento sustentável

“Promover a conscientização e a proteção ao meio ambiente é um dos pilares da Aegea que colocamos em prática aqui na Águas do Rio. Nos preocupamos com o futuro e com o legado que deixaremos, por isso nossas metas vão além da universalização do acesso à água e à coleta e tratamento do esgoto”, disse o diretor-presidente da Águas do Rio, Alexandre Bianchini.

“Essa ação, junto com tantas outras, como a Glocal Experience, que a Águas do Rio patrocinou, também com o Instituto Aegea, dão amplitude para a importância do desenvolvimento sustentável e a formação de gerações cada vez mais conscientes do seu papel no cuidado com o nosso planeta”, ressalta Alexandre Bianchini.

As obras artísticas

Uma das obras artísticas que integram a exposição é a “Água ao Longo da História”. A relação do ser humano com a água é contada através de cinco réplicas em miniatura, sendo elas, Roda D’Água, Barco da Vinci, Aqueduto, Hidroelétrica e Estação de Tratamento de Água (ETA). 

Já no “Água no Mundo”, uma composição de um aquário, que representa a Terra, três torneiras e três recipientes cilíndricos, demonstram o pouco volume de água disponível para consumo humano em relação ao total de água da superfície terrestre.

No “Muiraquitã e o Ciclo da Vida”, um vídeo de realidade virtual visualizado a partir de óculos 3D, mostra uma aventura que se inicia em uma nascente em meio à floresta. O espectador é conduzido por uma perereca chamada Muiraquitã.

A viagem de canoa percorre o rio mostrando vários elementos como a floresta, a formação dos rios, o ciclo das chuvas, a presença dos povos indígenas e quilombolas, além de problemas ambientais como queimadas e a poluição das águas.

Cinema nos finais de semana

Com a primeira parada na Praça Heliópolis, em Belford Roxo, o Tech-Truck permaneceu no local nos primeiros dias de setembro. Nos dias de semana, recebe crianças e jovens de escolas da rede pública da região. No fim de semana, o público em geral, com direito a cinema, em filmes da “Mostra Cine ao Ar Livre”, com roda de conversa após as sessões.

De Belford Roxo, o caminhão seguiu para Queimados, posteriormente Japeri e Nova Iguaçu. Em novembro, será a vez de São João de Meriti, Rio Bonito, Tanguá e Itaboraí. A exposição Olho D’Água seguirá no próximo ano, passando por outras cidades como Cordeiro e Miracema.

Pular para o conteúdo