Líderes comunitários agradecem contribuição por meio do Afluentes

Líderes comunitários agradecem contribuição por meio do Afluentes
Texto: Daniele Brito, Isabella Cavalcanti, Jéssica Colaço e Rogério Valdez

A força do Programa Afluentes em Manaus (AM) foi mostrada em uma reunião de confraternização que marcou o encerramento de 2023. Mais de 600 líderes comunitários celebraram os avanços do saneamento. O programa da Aegea foi levado para a cidade em 2018 e tem hoje 1.283 participantes.

Por meio do Afluentes, as lideranças têm contato direto com a concessionária, para levar relatos sobre ocorrências nos seus respectivos bairros e comunidades, além de organizar programações que beneficiam moradores como melhorias do serviço, ações itinerantes e de voluntariado.

Bom relacionamento que faz o saneamento avançar

A reunião em 13 de dezembro, na sede da concessionária, foi um momento também de reafirmar o bom relacionamento da empresa com os representantes das comunidades de todas as zonas de Manaus.

“Nesta parceria, que existe desde 2018, a empresa se coloca à disposição da comunidade de maneira que conseguimos conversar com os gestores. A valorização do trabalho das lideranças comunitárias é percebido no dia a dia dos moradores, com as resoluções rápidas das demandas”, destacou o líder comunitário do Bairro Educandos, Gil Eanes.

As melhorias realizadas por meio do programa

Na confraternização, foram lembrados os projetos que levaram água tratada para comunidades que não tinham acesso ao serviço. Outro destaque foi o avanço do sistema de esgotamento sanitário, que já chegou em comunidades de palafitas como o Beco Nonato.

“O trabalho de avanço no saneamento em Manaus é fruto do relacionamento com as pessoas. São os líderes comunitários que nos indicam onde precisamos atuar, seja levando nossa estrutura ou fazendo melhorias em cada ponto da cidade”, ressaltou o diretor-presidente da Águas de Manaus, Diego Dal Magro.

Atendendo moradores em situação de vulnerabilidade

“Nosso principal pilar é o relacionamento com a população e a atenção às pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade. Hoje, somando as duas tarifas sociais – Manauara e Tarifa 10 – temos mais de 130 mil famílias que são assistidas”, reforçou o gerente de Responsabilidade Social, Semy Ferraz.

“Cada morador tem sua contribuição para que as melhorias nos índices de saúde, educação, meio ambiente, cheguem através do saneamento”, sintetizou o diretor-executivo da concessionária, Celso Paschoal.

Programa foi lançado pela Ambiental Ceará em dezembro

A iniciativa que estreita o relacionamento com a comunidade foi oficialmente lançada em Fortaleza em 9 de dezembro na Estação de Pré-Condicionamento de Esgoto (EPC). O encontro reuniu mais de 300 lideranças de comunidades dos 39 territórios da capital cearense para um momento de aprendizado sobre esgotamento sanitário. O Afluentes é, também, uma ferramenta que integra o dia a dia da operação.

“Estamos muito felizes com o comprometimento de sermos embaixadores da saúde. Reunimos pessoas dos 39 territórios de Fortaleza para se conhecerem, dividirem conhecimento e mostrar a força que temos quando estamos juntos.  Cada pessoa cadastrada no Afluentes nos ajuda na missão de levar a saúde para os bairros. Somos, todos, agentes da dignidade”, disse a diretora de Relações Institucionais da Ambiental Ceará, Águeda Muniz.

Moradora afirma que Afluentes é rio pequeno que vai para o mar

“Eu até me emociono, porque a chegada do serviço de esgoto era o meu sonho. Você ver uma caixinha de esgoto na porta da sua casa sem precisar chamar ninguém para retirar a fossa, vai ser muito bom”, disse a moradora Margarete Barbosa. Ela avaliou positivamente a aproximação das lideranças comunitárias com a Ambiental Ceará.

Quem também estava no encontro era Francinete Cabral, mais conhecida como Dona Nete, 80, moradora do Pirambu há 56 anos e uma das primeiras catadoras de lixo de Fortaleza.

“É importante escutar. Um dia, vamos  encher a boca e dizer que somos de Fortaleza, e mostrar ao mundo a força desse nome. Ninguém paga pelo sonho. Afluentes é o rio pequeno que vai para o mar. Por isso sonho que Fortaleza saia na frente desse projeto Afluentes”, celebrou.

Consolidação da jornada de confiança

O evento na EPC foi a consolidação de uma série de encontros realizados em Fortaleza, e que tiveram início em setembro deste ano. Ao longo de mais de dois meses, foram diversas rodas de conversas, sensibilizando as lideranças comunitárias e reforçando o papel deles como disseminadores dos benefícios relacionados ao esgotamento sanitário. 

O programa Afluentes está sendo executado nas 24 cidades contempladas pela Parceria Público-Privada firmada entre Ambiental Ceará e Cagece, visando garantir que, até 2033, estes municípios tenham 90% de cobertura de esgoto. Ao longo da operação, o Afluentes vai promover, também, reuniões periódicas com a comunidade, onde são apresentados balanços dos investimentos e ações desenvolvidas. Além disso, esses encontros são oportunidades de esclarecer dúvidas e ouvir as solicitações da comunidade.

Afluentes reúne cerca de 200 lideranças em Campo Grande

O último encontro do ano do programa na Águas Guariroba reuniu cerca de 200 lideranças comunitárias de Campo Grande (MS), em 2 de dezembro, e mostrou a sinergia entre a equipe de Responsabilidade Social da concessionária e os representantes de bairros de toda a cidade.

Além da confraternização, foi o momento de apresentar um balanço das ações realizadas durante o ano pela Águas Guariroba com apoio das lideranças do Programa Afluentes. Desde o lançamento do programa, já foram realizadas mais de 300 reuniões com a participação de oito mil líderes.

Contribuição para o trabalho realizado

“A contribuição que vocês trazem para o trabalho que realizamos na cidade não tem preço. Vocês são fundamentais, são o elo mais forte entre os moradores e a concessionária. Muito obrigado por essa parceria”, destacou o diretor-presidente da Águas Guariroba, Themis de Oliveira.

Presidente do Projeto Social Conectando Corações, Ádima Cândida da Silva Santos, lembrou que a parceria com a concessionária durante o ano ajudou a levar diversas ações para comunidades da região sul da cidade.

“A Águas Guariroba vem nos ajudando e nos orientando a mostrar para as famílias a autossuficiência. Após o projeto Bolha de Sabão, por exemplo, já temos mulheres produzindo e vendendo sabão (produzido com óleo reciclado) para gerar renda”, argumenta.

João Batista, liderança do bairro Tiradentes, agradeceu a iniciativa da Águas Guariroba e ressalta a importância do Afluentes para as lideranças de toda a cidade. “O Programa Afluentes é de excelente qualidade, sempre atende a comunidade com prioridade, só tenho a agradecer pelo excelente trabalho”, comenta.

Programa é porta de entrada para outros

O encontro também contou com uma palestra especial sobre ESG apresentada pelo diretor-presidente da Ambiental MS Pantanal, Paulo Antunes.

Bia Rodrigues, coordenadora de Responsabilidade Social da concessionária, área responsável pela gestão do Programa Afluentes, lembra que a iniciativa já existe há mais de 17 anos e durante este tempo são mais de 22 mil serviços atendidos em demandas provenientes das lideranças comunitárias.

“A iniciativa é um pilar importante da sustentabilidade e ajuda a abrir portas para que a empresa consiga desenvolver outros projetos como Pioneiros, Expressaê, Mãos e Obras, Voluntariado, entre outros”, resumiu Bia Rodrigues.

Pular para o conteúdo