Respeito Dá o Tom recebe Prêmio Casos de Sucesso & ESG

Respeito Dá o Tom recebe Prêmio Casos de Sucesso & ESG

“Empresas modernas e olhando para o futuro”, disse o jornalista Carlos Tramontina, ao apresentar as empresas vencedoras do 7º Prêmio Casos de Sucesso & ESG – Instituto Trata Brasil e FGV. 

A premiação reconhece as melhores iniciativas que contribuíram com o avanço em saneamento básico e elegeu empresas que se destacaram por sua atuação nos pilares ESG (Ambiental, Social e Governança).

Entre elas estava a Aegea, que venceu na categoria Melhores Casos ESG no Pilar Social, por conta do Programa Respeito Dá o Tom. Durante o evento, realizado na tarde de 9 de agosto na FGV/SP, os representantes das empresas apresentaram e debateram as iniciativas que levaram ao reconhecimento.

Respeito Dá o Tom: um programa para espelhar a diversidade racial da sociedade brasileira

Joselio Alves Raymundo, diretor de Operações da Aegea, falou como o Programa Respeito Dá o Tom vem atuando por mais igualdade e diversidade na sociedade brasileira na companhia. 

Explicou que a Aegea nasceu com os pilares de performance operacional e disciplina financeira muito fortes, mas desde o início, a empresa sentiu a necessidade de ir além, entendendo e propondo soluções sociais, também olhlando para o que a população anseia. 

“Se estamos em um país com mais da metade da população negra (55,8% no último censo do IBGE), se não temos isso refletido diante toda a hierarquia da companhia, nós estamos diante de um problema. Em 2017, nos vimos diante dessa situação, com menos de 5% dos executivos negros em cargos de liderança, como acontece em todo o país e, diante disso, criamos o Programa Respeito Dá o Tom”, afirmou.

Três pilares de atuação que mudam realidades

O diretor de Operações explicou que o RDT tem três pilares de atuação: empregabilidade, criando oportunidades igualitárias para o ingresso ao mercado de trabalho; desenvolvimento, voltado para quem já estava na empresa, e o de relacionamento, para a sensibilização e conscientização sobre o tema. 

“E ainda, no ano passado, emitimos bonds sustentáveis atrelando metas de crescimento para aumentar as pessoas negras em cargos de liderança, chegando a 27% até 2030, é o nosso compromisso”, 

O prêmio é uma realização do Trata Brasil em parceria com o Centro de Estudos de Infraestrutura e Soluções Ambientais da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Pular para o conteúdo