Voluntários levam alegria aos idosos de asilo no Carnaval

A folia no Asilo São João Bosco, em Campo Grande (MS), contou com a animação dos colaboradores voluntários da Águas Guariroba. Marchinhas, lanche para os foliões e até bateria da Escola Catedráticos do Samba deram o tom da tarde especial oferecida para os idosos durante o Carnaval.

O Programa de Voluntariado da Aegea, implantado também na concessionária, fomenta ações sociais lideradas pelos colaboradores de maneira estratégica, estruturada e sistematizada, contribuindo para que o trabalho voluntário seja um valor dentro da empresa.

Mobilização da área de Gestão de Pessoas

A ação no Asilo São João Bosco foi mobilizada pela equipe de Gestão de Pessoas da Águas Guariroba com o intuito de proporcionar um importante momento de interação entre os voluntários e os idosos na contagiante alegria do Carnaval. 

“Fizemos o convite para os colaboradores, que prontamente atenderam, para fazer essa festa tão bonita para os nossos idosos”, diz Andressa Passara, analista de Gestão de Pessoas na Águas Guariroba.

Os trabalhadores chegaram esbanjando alegria na festa organizada pela concessionária no salão do asilo. Bailarinas e palhaços ajudaram a levar o clima lúdico do carnaval para o baile. Muito brilho, adereços, confetes e serpentina também entraram na lista do kit animação para o bloquinho do Voluntariado.    

Doação de uma parte do tempo para as pessoas

Jhonatan Willian Santos, integrante do Comitê de Voluntariado da Águas Guariroba, explica que faz parte do conceito do programa a doação de uma parte do seu tempo em benefício das pessoas. 

“Entendemos que quando a empresa proporciona este momento de doação para o colaborador é algo que nos motiva cada vez mais a ficar mais alegres, a nos soltar mais no trabalho e a querer contribuir com as coisas fora do trabalho também. O Programa Voluntariado ajuda a fazer com que essa ‘sementinha’ seja disseminada entre nós e os nossos colegas”, avalia.

Superintendente do Asilo São João Bosco, Cléo Shamah, agradeceu a folia oferecida para os idosos e convidou todos que queiram doar um pouco do tempo em uma visita para os moradores do lar. 

“A gente gosta muito que venha gente de fora para interagir com os idosos, principalmente pessoas mais jovens, pois eles adoram. É muito importante essa participação da sociedade e de grupos voluntários para interagir com os idosos”, comentou.

Pular para o conteúdo