Três projetos da Aegea são reconhecidos no 5º Prêmio Sustentabilidade

Dois projetos da Aegea são reconhecidos no 5º Prêmio Sustentabilidade

A Águas de Manaus (AM), a MS Pantanal (MS) e a Águas de Primavera (MT) foram vencedoras no 5º Prêmio Sustentabilidade Abcon Sindcon. Cinco projetos das unidades da Aegea estavam entre os finalistas da premiação, que aconteceu em 28 de agosto, em São Paulo. 

O prêmio reconhece projetos desenvolvidos por profissionais de empresas privadas prestadoras de serviços públicos de abastecimento de água e esgoto.

Águas de Manaus vence com projeto de energia solar

A concessionária conquistou o primeiro lugar da categoria Proteção e Restauração de Ecossistemas com o projeto Usina de Energia Solar: Tecnologia como Aliada de Práticas mais Sustentáveis.

Inaugurada em fevereiro deste ano, a maior usina de energia solar na modalidade Geração Distribuída da Região Norte ocupa uma área de 20 mil metros quadrados. Possui 2,55 MWp de potência instalada, com oito inversores e 4.960 placas solares, que formam o complexo energético.

A usina representa menor impacto ambiental com a produção de uma energia limpa, renovável e totalmente a partir da luz solar. A usina atende a 68 unidades operacionais do serviço de água da capital amazonense e atende ao compromisso de reduzir o consumo de energia.

Premiação é resultado do envolvimento da equipe

“Essa conquista foi possível pela equipe altamente competente que atuou na implantação desse projeto e que segue buscando soluções de baixo impacto ambiental para Manaus”, resume o gerente de Operações da concessionária, Lineu Machado.

A estrutura representa mais um degrau na meta de redução de 15% consumo específico de energia até 2030. O compromisso foi assumido pela Aegea, do qual a Águas de Manaus faz parte, em uma operação até então inédita para empresas de saneamento do Brasil.

Busca constante da Aegea por soluções sustentáveis

“Ficamos muito contentes com esse importante reconhecimento, que destaca ainda mais a busca constante da Aegea por soluções sustentáveis e eficientes para todas as operações de norte a sul do país. A adoção de energia solar pela Aegea faz parte do compromisso da companhia em colocar a sustentabilidade e os pilares ESG no centro de todas as suas decisões. A empresa faz uso cada vez mais eficiente dos recursos naturais em suas concessões e trata o tema com total prioridade”, afirma o gerente de Gerente de Gestão de Energia e Eficiência Energética do grupo Aegea, Emerson Santana.

MS Pantanal premiada com modelo de gestão ambiental

A MS Pantanal conquistou o segundo lugar na categoria Gestão & Governança. O projeto premiado foi Modelo de Gestão Ambiental para Novas Concessões e PPPs – Parcerias Público-Privadas. 

É uma metodologia de Gestão Ambiental para elaborar diagnósticos ambientais de estações de tratamento de esgoto, estações elevatórias de esgoto e lançamento de efluentes.

A proposta utiliza o método do Infra Inteligente, o que possibilitou produzir uma análise de dados de gestão ambiental para a regularização do Indicador de Regularidade Ambiental (IRA).  

Águas de Primavera também foi vencedora

A unidade da Aegea em Mato Grosso, a Águas de Primavera, ficou em terceiro lugar na categoria Inovação Técnica com o Projeto Geosteel, desenvolvido pelo setor de Operações, na área de Tratamento de Esgoto da concessionária. 

O Geosteel é um sistema móvel para retirada do lodo das lagoas de tratamento, que possui fácil instalação (plug and play), o que permite a movimentação de estrutura entre as unidades da empresa, assim como a melhoria da eficiência do tratamento.

“É uma solução inteligente e eficiente com relação à destinação do lodo decorrente da Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Traíras, localizada no município de Primavera do Leste. Além disso, a eficiência para secagem do lodo é maior uma vez que todo o tecido de deságue é permeável, ganhando assim, as laterais para aumentar o deságue de lodo quando comparado a leito de secagem. Considerando que o solo é um recurso natural, não renovável, este mecanismo tem grande importância visto que promove o uso sustentável e a redução de consumo dos recursos naturais e materiais”, explica o coordenador de Qualidade da Águas de Primavera, Fabrício Gonçalves Gusmão.

Outros projetos finalistas da Aegea

A MS Pantanal estava entre as finalistas também com o projeto Semeando a Vida: Produção de Mudas, arborização e Restauração de Áreas Degradadas em Mato Grosso do Sul. A Águas Guariroba, com Resiliência Hídrica: Gestão e Previsão dos Cenários de Mudanças Climáticas, e a Águas de Primavera (MT).

Ao todo, foram registrados 87 inscritos dos perfis Empresa Privada para as quatro categorias da disputa. A Comissão Julgadora foi formada por 28 especialistas dos setores público, empresarial, acadêmico, econômico e de fomento de organizações do Brasil e do exterior. A equipe selecionou os cinco melhores projetos de cada categoria.

Na cerimônia de premiação, realizada no teatro da Unibes Cultural, em São Paulo, as empresas privadas premiadas receberam prêmios de R$ 12 mil, R$ 5 mil e R$ 2,5 mil para os três primeiros lugares, respectivamente. Os ganhadores poderão optar por receber o prêmio em dinheiro ou capacitação por quantia equivalente. O 5º Prêmio Sustentabilidade é realizado em parceria com a HTB, a Pieralisi e a Sabesp.

Pular para o conteúdo