Maior usina de energia solar da Região Norte é inaugurada em Manaus

Maior usina de energia solar da Região Norte é inaugurada em Manaus

Manaus (AM) ganhou, em 2 de fevereiro, a maior usina de energia solar da Região Norte do Brasil, na modalidade de Geração Distribuída. A unidade de energia fotovoltaica vai gerar 3,7 GWh por ano, um volume de energia limpa que reduz a emissão de 2,6 toneladas métricas de carbono (CO2). 

O número se iguala ao volume de carbono produzido por 560 automóveis em um ano e tem um efeito semelhante ao de um plantio de 43 mil árvores nativas. A energia fotovoltaica é limpa e renovável, já que é produzida totalmente a partir da luz solar. 

Baixo impacto ambiental

Além disso, é uma opção silenciosa, resistente e que traz baixo impacto ambiental nos locais onde é instalada. A maior usina solar da Região Norte ocupa uma área de 20 mil metros quadrados na BR-174, no ramal da Fazenda Esperança e possui 2,55 MWp de potência instalada. 

Oito inversores e 4.960 placas solares formam o complexo energético. A usina é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Manaus, a concessionária Águas de Manaus, a Brasol, empresa do grupo Siemens e a Expertise Energia.  

Ações sustentáveis na Amazônia

“Estamos investindo em ações sustentáveis na maior cidade da Amazônia. É um motivo de muito orgulho integrar essa parceria. Esperamos que isso incentive outros atores a adotar o compromisso de reduzir a emissões poluentes na atmosfera”, destacou o diretor-presidente da Águas de Manaus, Diego Dal Magro.

“Parabenizo pela iniciativa, pelo avanço, pelo compromisso com o meio ambiente. A Prefeitura fica muito feliz de ver esse investimento da Águas de Manaus. Isso serve de exemplo e referencia para que outras empresas da iniciativa privada adotem essa energia limpa”, destacou Ebenezer Bezerra, do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana, o IMMU.

Inicialmente, o complexo de energia limpa irá atender 55 unidades operacionais do serviço de água na capital amazonense. A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus, a Ageman,  e a Unidade Gestora de Projetos Municipais de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário, a UGPM-Água, da prefeitura de Manaus,  vão acompanhar a operação.

A Aegea, grupo do qual a Águas de Manaus faz parte, assumiu no ano passado uma meta de reduzir 15% do consumo específico de energia, medido em kWh/m³, até 2030, em uma operação inédita para empresas de saneamento no Brasil.

Mais sobre energia fotovoltaica

A energia fotovoltaica é uma fonte de energia renovável e limpa que utiliza a luz solar para gerar eletricidade, e pode ser produzida mesmo em dias nublados ou chuvosos. Quanto maior for a radiação solar, maior será também a quantidade de eletricidade produzida. O sistema de captação não causa impactos ambientais na natureza e tem uma vida útil de alta durabilidade. A tecnologia é uma das mais avançadas no quesito de fontes renováveis de energia.

O evento de inauguração 

Participaram da inauguração os titulares da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), Ebenezer Bezerra, do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Paulo Henrique Martins, de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Antonio Ademir Stroski, da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), Elson Ferreira, e da Unidade Gestora de Projetos Municipais de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário (UGPM-Água) da Prefeitura de Manaus, Arone Bentes, além de representantes do Conselho Municipal de Gestão Estratégica (CMGE).

Pular para o conteúdo