Pioneiros: é possível sim transformar o mundo acreditando nos sonhos dos jovens

Pioneiros
Texto: Rosiney Bigattão

A transmissão da premiação da 3ª edição do Projeto Pioneiros, pelo Youtube na manhã de 8 de fevereiro, mais uma vez colocou a Aegea e as cidades onde atua em uma mesma sintonia: a de pensar no futuro que se quer para os jovens do Brasil. Janaína Conceição, analista de Responsabilidade Social da Aegea, conduziu o evento mostrando como, ao acreditar nos sonhos dos estudantes, a Aegea soma forças para que sejam feitas as mudanças necessárias que o Brasil tanto precisa por meio do saneamento.

Sonhos de jovens de norte a sul do país

O Projeto Pioneiros mobilizou mais de 180 jovens de norte a sul do país. São estudantes de escolas públicas que fizeram uma imersão no mundo do saneamento nas unidades da Aegea. Além de aproximar os jovens das empresas, o projeto aprofunda o conhecimento deles sobre o mercado de trabalho e a atuação em diferentes profissões.

“Quando nós perguntamos aos jovens o principal motivo para participar do Pioneiros, a resposta foi: a vontade de contribuir para a sua comunidade”, disse Marina Rodrigues, coordenadora de Sustentabilidade da Aegea. Segundo ela, isso inspirou a empresa a investir ainda mais no potencial dos jovens para que juntos pudessem transformar os municípios onde a Aegea atua, o que está muito alinhado ao propósito da empresa de melhorar a qualidade de vida da população.

Durante todo o segundo semestre do ano passado, eles aprenderam na prática como funcionam os serviços de infraestrutura e de uma operação de saneamento em suas diversas áreas. Palestras e cursos na Academia Aegea aprofundam os temas e, ao mesmo tempo, estimulam o pensamento crítico, o senso de responsabilidade, a criatividade e a inovação dos estudantes.

É um trabalho multidisciplinar, que envolve praticamente todas as áreas e todos os níveis hierárquicos. Os colaboradores são voluntários, apresentando as áreas onde trabalham e atuando como tutores. Gestão de Pessoas, Programa Respeito Dá o Tom, Responsabilidade Social, Comunicação, Academia Aegea, Inovação, diretoria, enfim, a empresa toda se envolve.

“É muito bom estar em uma empresa que está do lado do bem”, disse o presidente do Instituto Aegea e diretor de Sustentabilidade, Edison Carlos, que está na empresa há poucos meses. Para ele, o Pioneiros é um aprendizado para a vida, uma inspiração, pois demonstra disciplina e foco. “É uma gota no oceano de oportunidades que é a nossa vida”, disse.

Voluntários: o coração do Pioneiros

Os tutores acompanham passo a passo o desenvolvimento dos projetos dos jovens. Aprendem junto com eles. “O Pioneiros é uma graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado. Basta saber aproveitar as oportunidades”, disse Jefferson Correia, voluntário da Águas de Manaus (AM), que participou pelo segundo ano consecutivo e que representou todos os outros colaboradores voluntários da terceira edição do Projeto Pioneiros no evento de premiação.

Depois do aprendizado prático e teórico, os jovens desenvolvem projetos para contribuir com melhorias em suas comunidades. Os melhores de cada unidade participante são classificados para participar da premiação nacional. Nove projetos foram avaliados pelo Comitê de Avaliação de Projetos Sociais da Aegea. Os critérios são: inovação e criatividade; recursos utilizados e viabilidade; relação com os temas água e saneamento, e impacto positivo na sociedade. Os três melhores foram premiados.

“Cada ano fica mais difícil escolher os projetos, o nível do trabalho aumenta muito com o maior engajamento dos alunos e dos tutores. Os jovens demonstram que têm conseguido usar as tecnologias disponíveis, mesmo com todas as dificuldades que enfrentam em suas comunidades, para influenciar positivamente o seu entorno”, afirma Klaus Paz, coordenador de Inovação da Aegea.

Os premiados

Jéssica Miriam Rodrigues Teodoro e Rayssa de Almeida Carvalho, alunas que participaram do Pioneiros na Águas de Vera (MT), da Regional 1 da Aegea, ficaram em terceiro lugar com o projeto Sistema de Horta Sustentável. “Elas se debruçaram em um projeto que vai beneficiar toda a comunidade”, disse o diretor-presidente da Águas de Vera, Eduardo Lopes

Em segundo lugar ficou o projeto desenvolvido na Águas Guariroba (MS), também da Regional 1 da Aegea, Reaproveitar & Transformar. Alessandro Lima da Silva e Evellyn Costa de Carvalho, se preocuparam em resolver o descarte de lixo eletrônico com um projeto de reaproveitamento do material. “Fiquei muito feliz com o resultado e em poder ter este espaço para apresentar ideias”, resumiu a jovem Evellyn de Carvalho.

“O projeto pode trazer grandes benefícios para o futuro da cidade. Eu também comecei na Aegea como estagiário, trabalhei de norte a sul desse país e, assim como esses jovens, tive apoio e oportunidades para me desenvolver. É assim que podemos transformar o nosso entorno”, disse Gabriel Buim, diretor-executivo da Águas Guariroba. 

Em primeiro lugar ficaram os alunos Fernanda Rebeca Gonçalves e Djavan Marcos Santos, da Águas de Timon (MA). Eles desenvolveram o projeto Boa Encanação para Todos, para reduzir vazamentos internos. Ao apresentar a dupla vencedora, Fabianna Strozzi, diretora de Educação Corporativa da Aegea, ressaltou a importância da educação no processo de transformação na vida de cada um.

Fernanda agradeceu a oportunidade de participar do Projeto Pioneiros. Destacou que um dos grandes aprendizados com o projeto foi: se não abre uma porta, abre uma janela, se a janela fecha, outra se abre. ” Oportunidades existem e devem ser aproveitadas”, disse ela. Djavan também agradeceu pela oportunidade e ficou feliz em poder contribuir com a redução de perdas de água. “Espero que nossa cidade cresça. Se for para mudar o mundo, que comece bem pertinho da gente, na nossa família, na nossa comunidade”, disse Djavan.

Pular para o conteúdo